Padfone: um tablet com um smartphone por dentro

Em um episódio do seriado Chaves, a Chiquinha esconde um carrinho de brinquedo dentro do carro do Seu Barriga, fazendo o o motor deixar de funcionar. Ao reparar o veículo, o Seu Madruga descobre, perplexo, que a causa da pane era o brinquedo. A Chiquinha então conta ao seu pai que o carrinho foi escondido ali por ela. Por fim, o Chaves diz: “ainda bem, pois eu pensei que o carro tinha tido um bebê”. É bizarro, eu sei, mas lembrei desse episódio ao saber do Padfone.

Cena do seriado Chaves

Trata-se de um tablet que está sendo apresentado pela Asus na feira Computex, em Taiwan, que tem uma característica pra lá de inusitada: ao abrir uma tampa na parte de trás do dispositivo, o usuário pode tirar dali um smartphone. Eu, vítima de uma imaginação que adora fazer piadinhas sem graça, logo exclamei: “olha, o tablet teve um filho”, me fazendo lembrar logo em seguida do mencionado episódio de Chaves.

Mas a ideia não deixa de ser interessante: ao colocar o smartphone no tablet, ambos se integram e passam a funcionar como um dispositivo só, inclusive compartilhando os mesmos dados. O usuário também pode utilizar a rede 3G do telefone para acessar a internet a partir do tablet. Em resumo, é como se este último “ampliasse” os recursos do smartphone.

Padfone, parte traseira – Imagens por Asus

Padfone, parte frontal – Imagens por Asus

Padfone – Imagens por Asus

O tablet tem tela de 10 polegadas. O smartphone, de 4. Ambos rodam o sistema operacional Android. Se forem lançados – porque, até agora, a ideia não passou da fase de protótipo –, provavelmente rodarão o Android Ice Cream Sandwich, uma versão otimizada tanto para tablets quanto para telefones. Os dois aparelhos têm baterias independentes, mas o tablet pode ser usado também para recarregar o smartphone.

Além do preço que o Padfone pode ter, também fiquei com as seguintes dúvidas: o que acontece se o telefone chamar quando o usuário estiver utilizando o tablet, atende levando este ao rosto? Será possível comprar um dos dispositivos separadamente, para o caso de o usuário perder um dos aparelhos?

Essas e outras dúvidas serão esclarecidas quando a Asus lançar o Padfone. Se o fizer – e o vídeo acima indica que há grandes chances –, isso deverá acontecer no final de 2011, possivelmente para as vendas de natal. Espero que o lançamento, de fato, ocorra. Não é uma ideia que vai revolucionar o mercado, mas pode ser interessante para muita gente.

Referências: Engadget, Asus.

Emerson Alecrim





  • Parece um pouco com o Atrix também…

  • Bem lembrado, Arcanjo. A única diferença é que o Atrix “se transforma” em laptop, em vez de tablet.