O InfoWester e a reforma ortográfica da língua portuguesa

Novo acordo ortográficoJá estamos em janeiro de 2009, época em que passa a valer a reforma da língua portuguesa. Neste momento, vários editores de sites e blogs começam a se adaptar às novas regras. É claro que aqui no InfoWester não é diferente.

A partir de hoje, tentarei fazer com que os textos publicados aqui sigam as novas regras. Apesar das mudanças não serem complexas, somente a prática permitirá uma adaptação completa, o que significa que você poderá encontrar um “erro” ou outro por aqui durante algum tempo.

Obviamente, os textos anteriores a janeiro de 2009 nada sofrerão, mesmo porque as condições antigas da grafia continuarão valendo até 2012. Isso significa que se você tiver intenção de, por exemplo, prestar concurso público ou vestibular até o referido ano não precisará se adaptar, mas é claro que quanto antes você fizer isso, melhor.

Conforme já disse, as mudanças não são complexas, mas exigirão algum tempo de adaptação (pelo menos no meu caso). Eis um “resumo resumido” com as novas mudanças:

– as letras k, w e y passam a estar oficialmente incluídas em nosso alfabeto;

– o trema deixa de ser usado. Assim, “seqüência” passa a ser “sequência”;

– acentuação deixa de ser usada quando duas letras “o” ou “e” ficam juntas. Assim, “vôo” passa a ser escrito como “voo” e “lêem” passa a ser escrito como “leem”;

– acentuação deixa de ser usada nos ditongos abertos “ei” e “oi” de palavras paroxítonas. Com isso, “idéia” passa a ser “ideia” e “bóia” passa a ser “boia”, por exemplo;

– o acento diferencial deixa de ser usado em palavras homônimas. Assim, “pára” (do verbo parar) passa a ser escrito como “para”. Note, no entanto, que essa condição não vale para pode/pôde, por/pôr e para a terceira pessoa do plural de verbos como ter e vir (“eles têm”, por exemplo);

– o hífen (carinhosamente chamado por muitos de “tracinho”) deixa de ser usado na maioria das palavras compostas. Com isso, “pára-quedas” passa a ser “paraquedas”, por exemplo.

Se você quiser obter mais detalhes, uma notícia ótima: a Editora Melhoramentos colocou para download um guia muito bacana contendo as novas regras ortográficas da língua portuguesa. Você pode baixá-lo neste link (em PDF).

E se você for usuário do BrOffice.org, saiba que já há um dicionário com as novas regras disponível para download aqui. Nesta mesma página, é possível baixar uma extensão para utilizar o dicionário no navegador Firefox. Em ambos os casos, há versões apropriadas para o Brasil e para Portugal.

É isso. Se você notar qualquer errinho por aqui, fique à vontade para dar um puxão de orelhas 😀

Emerson Alecrim





  • Caio

    Valeu pela dica do guia eu estava à procura de um bem didático, pois meu forte sempre foi matemática e não português! E pra quem já saiu da escola é um pouco mais difícil né…
    Mas pelo que parece ainda tem alguns pontos que só o Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa que deve sair em breve ira responder!

    Obrigado.

  • De fato, Caio. Ainda há alguns pontos confusos nessa reforma, mas pelo menos os pontos mais importantes não são complicados de assimilar.

    Abraços!

  • Pingback: NuvemSEO.net » Guia da nova grafia da Língua Portuguesa()

  • Gostei dos comentários, didáticos, simples, objetivos. Apesar de ser professora de língua portuguesa, como boa brasileira, não estou apressada em relação a assimilação das mudanças, mas é bom tomar contato, acostumar-se e vc foi ultra-didático, isto facilita! Parabéns.

  • lucca

    esse site é massa!!!!!
    d+

  • AMEIIIIIIIII

  • Pingback: InfoWester Notícias » Atualização torna Office 2007 compatível com a reforma ortográfica da Língua Portuguesa()