Metrô de São Paulo lança site para comemorar seus 35 anos de operação comercial

Olha só que interessante: o Metrô de São Paulo está completando 35 anos de operação comercial e, para comemorar, criou um site chamado Metrô Memória que mostra a história da companhia, com direito a fotos e vídeos. É uma maneira deveras interessante de conhecer detalhes e curiosidades de um dos símbolos da cidade de São Paulo.

Primeiro protótipo do Metrô de São Paulo - Foto por Metrô Memória
Primeiro protótipo do Metrô de São Paulo – Foto por Metrô Memória

O conteúdo disponibilizado é vasto e oferece informações preciosas, que pouca gente conhece. Você sabia, por exemplo, que foi necessário a implosão de um prédio de 30 andares para a construção da Estação Sé? Não? Pois é, esse feito aconteceu em 1975 e o site mostra um vídeo do procedimento. Outro exemplo: sabia que, em 1968, criaram uma maquete da Linha 1 do Metrô? Essa maquete tinha trens que andavam de verdade! Eis uma coisa que eu ia adorar ter no meu quarto nos meus tempos de criança 😀

Implosão do prédio Mendes Caldeira para a construção da estação Sé
Implosão do prédio Mendes Caldeira para a construção da estação Sé –
Imagem (de vídeo) por Metrô Memória

E não termina por aí, não: sabia que São Paulo enfrenta congestionamentos no trânsito desde a década de 1940, um dos fatores que incentivaram a criação do Metrô? Sabia que escadas rolantes eram raras em São Paulo quando o Metrô foi inaugurado, em 1974, e que foram organizadas visitadas monitoradas para “treinar” as pessoas em sua utilização? Sabia que o trajeto da Linha 4-Amarela é praticamente o mesmo de uma trilha do século XVI, que ligava a Vila de Piratininga ao entreposto comercial de Pinheiros?

Trem da Linha 5 do Metrô de São Paulo - Imagem por Metrô Memória
Trem da Linha 5 do Metrô de São Paulo – Imagem por Metrô Memória

Para encerrar, a informação que eu considero a mais interessante: sabia que o movimento dos trens do Metrô de São Paulo é controlado à distância, por computadores? Nos horários de pico, mais de 100 composições rodam simultaneamente. Neste ponto, eu posso dar um contribuição: em 2005, realizei uma visita técnica ao Metrô e fiz vídeos curtos dentro da cabine de um trem. Em um deles, o operador fala desse modo automático de funcionamento (desculpa aí a qualidade ruim da filmagem):

Legal, né? Isso e muito mais está disponível no site Metrô Memória. Depois de acessá-lo, você perceberá que a história do Metrô de São Paulo se mistura à história da própria cidade. Não deixe de conferir 😉

Emerson Alecrim