McAfee se sente “ameaçada” pelo software livre

Quando uma empresa se diz ameaçada pelo software livre, em geral, é porque teme que o produto concorrente tome uma parte de seu espaço no mercado. Uma matéria publicada recentemente no site inglês The Inquirer mostra que a McAfee tem esse medo, mas por um motivo bem mais complexo e, para ser sincero, lamentável…

De acordo com o site The Inquirer, a direção da McAfee enviou um documento aos seus investidores advertindo-os sobre os perigos que o uso de software livre pode representar. Para a empresa, “a licença GPL é extremamente ambígua e pode resultar em inesperadas e indesejadas obrigações em relação aos seus produtos”. Em outras palavras, a McAfee acredita que o uso de software sob a licença GPL pode influenciar negativamente em seus negócios por obrigar a empresa a executar práticas das quais ela não concorda, mas que são necessárias em respeito à licença.

Até aí, tudo bem, afinal, ninguém é obrigado a concordar com os termos de uma licença, o que implica na não utilização do software. Contudo, a análise do documento enviado aos investidores mostra que esse temor por parte da McAfee indica que a empresa utiliza/utilizou software livre em alguns de seus produtos, mas de maneira totalmente ilegal, já que ninguém sabe que software foi usado e muito menos se tem acesso ao código-fonte correspondente. O tal aviso seria então uma forma da McAfee dizer “vamos parar com isso antes que nos compliquemos”.

É, meu amigo, aquele velho ditado que diz que “quem não deve, não teme” nunca serviu tão bem…

Referência: The Inquirer.

Emerson Alecrim





  • Gabriel

    É msm. Tb acho q os caras da McAfee estão tremendo na base. Só falta aparecer um ex-funcionário dela com alguma informação bombástica