HP traz 3PAR para o Brasil e mostra porque a “tomou” da Dell

3PARA Dell ofereceu 1,15 bilhão de dólares pela 3PAR. Seria só mais uma aquisição se a HP não tivesse aparecido logo em seguida e ofertado algo em torno de 1,6 bilhão. A Dell reagiu. Oba, briga no pedaço! E essa briga continuou até a Dell se dar por vencida e a HP se ver comprometida a desembolsar 2,35 bilhões de dólares ou 33 dólares por ação. Nada mal para uma companhia cujos papéis giravam em torno de 10 dólares.

Mas o que a 3PAR tem de especial para ser tão disputada assim? Por que a HP foi tão longe em sua oferta? Aliás, que raios de empresa é essa que, até então, pouca gente fora dos Estados Unidos havia ouvido falar? A HP lançou recentemente os serviços da 3PAR no Brasil e no restante da América Latina, então, o anúncio oficial para a imprensa, realizado na última quinta, não poderia ser mais oportuno para eu encontrar as respostas.

A 3PAR é uma empresa especializada em storage, isto é, em armazenamento de dados, oferecendo soluções baseadas em computação nas nuvens, virtualização e outros. Até aí, nada de anormal, já que há várias companhias do tipo por aí, como a própria HP, que já trabalhava nesse mercado antes da aquisição. Mas a 3PAR consegue oferecer seus serviços com um diferencial e tanto…

Armazenamento de dados é um problema para muitas companhias e, talvez, para você mesmo. Com as empresas se modernizando, com o número cada vez de maior de conexões à internet em banda larga e com o aperfeiçoamento de tecnologias que fazem com que uma pessoa consiga gerar fotos e vídeos com qualidade cada vez mais elevada, por exemplo, o que temos de dados sendo criados a cada instante não é brincadeira. E esses dados precisam ficar armazenados em algum lugar e, nesse emaranhado de bits e bytes, precisam estar acessíveis imediatamente também.

Neste ponto, começamos a entender o porquê da disputa pela 3PAR: a companhia utiliza uma tecnologia de armazenamento que consegue reduzir em 50% ou mais o espaço utilizado em disco. Como? Filtrando e eliminando dados desnecessários, deixando somente o que é, de fato, informação. Se eu conseguisse diminuir assim, como num passe de mágica, o espaço em disco que eu utilizo no meu PC, andaria por aí com cara de “f*** yea.”!

Essa coisa de economizar espaço em disco tem um efeito dominó: entre outras vantagens, o consumo de energia é reduzido, os gastos com armazenamento são otimizados, não há desperdício de recursos (deixando a empresa inclusive mais ecológica) e o acesso aos dados é melhorado.

E neste último aspecto está outro diferencial da 3PAR: a empresa possui, por exemplo, um serviço de Tiered Storage que consegue mover blocos de dados para discos de maior performance (como unidades SSD) de maneira automática, conforme a necessidade. Ou seja, nada de sistemas lentos ou gargalos numa transmissão por causa dos servidores de armazenamento.

Há ainda outros diferenciais, como alocação automática de espaço em disco para determinadas aplicações, sempre que necessário (Thin Provisioning), possibilidade de uso de um único sistema para vários clientes (Multitenancy) – os diversos departamentos de uma empresa, por exemplo – e assim por diante.

A HP pagou pela 3PAR cerca de 10 vezes o valor de seu faturamento. O chefão da Dell, Michael Dell, chegou a comentar que é um preço alto demais. Pode ate ser, mas se levarmos em conta que as empresas estão cada vez mais informatizadas e mais cientes de que informação é patrimônio, eu diria que a HP fez uma das mais importantes aquisições de sua história.

Emerson Alecrim





  • Marcos Rocha

    Só sei de uma coisa, eu queria ser o dono da 3par nessa hora…