Google: Pink e Cérebro, Deus ou Diabo?

O estilo inovador e criativo do Google faz a empresa ser o maior fenômeno da internet. Tendo em seu time centenas de mentes brilhantes, o Google desenvolveu (e desenvolve) produtos tão bons que muitos usuários (e isso me inclui) simplesmente não conseguem mais se ver sem alguns de seus serviços. Por causa disso, é cada vez mais freqüente ouvir pessoas dizendo, em tom sarcástico, frases como: “o Google vai dominar o mundo”; “o Google é Deus” e até mesmo “o Google é obra do capeta”.

Eu lembro de ter dito “o Google vai dominar o mundo” quando usei o Gmail e o Google Earth pela primeira vez, como forma de expressar o quão fiquei impressionado. Mas já vi gente dizendo isso por acreditar que essa realmente é a intenção do Google, assim como o é no caso dos personagens Pink e Cérebro. Já vi conhecidos chamando o Google de Deus porque sua ferramenta de busca é capaz de encontrar tudo (segundo eles), tal como se fosse Deus. Também já vi pessoas preocupadas com o crescimento espantoso do Google dizendo que tal fato só pode ser obra do Diabo.

Eis então que nas minhas “andanças” pela internet encontrei um texto de 2003 no site SearchEngineWatch em que Sergey Brin (um dos fundadores do Google) fala sobre o assunto em uma entrevista concedida a Danny Sullivan, que perguntou a Brin como ele encara as pessoas que dizem que o Google é muito poderoso ou que é como Deus na perfeição. Sua resposta foi:

“Eu penso que as pessoas têm uma visão exagerada do significado do Google, em ambos os sentidos. Alguns dizem que o Google é Deus. Outros dizem que o Google é Satã. Mas se alguém acredita que o Google está ficando poderoso demais, deveria lembrar que, com os mecanismos de busca, diferentemente de outras empresas, basta um clique para ir a outro site de pesquisas. As pessoas vem ao Google porque nos escolhem. Nós não as enganamos”.

Uma resposta boa, como é de se esperar, mas me pergunto se Brin usaria esse mesmo argumento se a pergunta fosse lhe feita novamente hoje…

Apenas por curiosidade, nessa mesma entrevista, Brin falou do Google AdSense, até então, um projeto prestes a ser lançado:

“Estou realmente empolgado com o nosso serviço AdSense. Penso que esse projeto poderá mudar a vida dos webmasters. Eles poderão fazer dinheiro com algo que, até então, era um hobby. Eu espero que isso ajude a estimular a próxima geração de desenvolvedores de conteúdo para a Web. Você não pode fazer um bom trabalho de busca a menos que o que se está procurando esteja fora dali”.

Veja a entrevista na íntegra neste link.

Emerson Alecrim





  • Sub-Zero

    Que nada o Google é no máximo o filho tarado do capeta, olha so:

    http://www1.folha.uol.com.br/folha/informatica/ult124u21636.shtml

  • Fábio

    Acha que o google não quer dominar o mundo, acontece que eles oferem serviços de qualidade e o melhor, eh que são de graça na sua maior parte!!!!!!!, bom e o que acontece quando vc pensa em buscar algo na internet ehh automático vc pensa em google. simples e eficiente!!!!

  • Diego Charles

    Acredito que o Google seja mais uma idéia empreendedora. Em tempos em que poucas invenções surgem, novas formas de se prestar serviços tem notório destaque. As pessoas, na grande maioria, sem conhecimento em TI é que “louvam” os serviços do Google e claro suas investidas atraem a atenção da comunidade TI. Mais do que uma idéia há um conjunto de fatores onde o principal é a participação dos usuários – Jesus não impos que o seguissem – com certeza ser o pioneiro é um fator de liderança, mas voltando as comparações santas no inicio todos seguem…

  • André Luiz

    Uma ferramenta de trabalho indispensável para qualquer usuário. Até hoje nunca deixei de encontrar tudo o que eu queria.

  • é realmente d++ como o amigo em cima disse qualquer coisa q penso e busca é automatico vou direto ao google…!!!