Google ajudando na produtividade

Esses dias, ao conseguir executar todos os meus compromissos (não que eu seja muito ocupado), me dei conta do quanto utilizo o Google para organizar minha vida. Além do tradicional sistema de busca, tenho quatro outros serviços como imprescindíveis a mim: o Gmail, o Google Calendar (Agenda), o Google Notebook e, mais recentemente, o Google Reader.

Ao Gmail sou todo elogios. Capacidade de armazenamento generoso, possibilidade de receber mensagens por voz, integração com o Google Talk, abertura de planilhas e documentos de texto sem necessidade de programas instalados no computador, filtro anti-spam eficiente, acesso por telefone celular, enfim, o Gmail é cheio de vantagens e não consigo me ver utilizando outro serviço de e-mail como o principal. Ele simplesmente consegue me ajudar em tudo o que faço, seja uma atividade profissional, seja a marcação de um encontro com os amigos.

Por sua vez, o Google Calendar é uma mão da roda! Uso a ferramenta para lembrar de todas as minhas tarefas no trabalho. Antes eu alternava entre uma planilha com datas e uma agenda de papel, mas nada me é tão eficiente quanto o Calendar. No meu caso, a possibilidade de determinar um período de repetição de um evento – muito útil para marcações de aulas – juntamente com a possibilidade de notificar outra pessoa além de mim, foi o fator mais importante. Hoje, utilizo o Calendar até mesmo para coisas particulares como, por exemplo, para me lembrar de um filme que vai passar na TV ou para não esquecer de pegar um objeto que vou emprestar a um amigo.

O Google Notebook é o mais inusitado, mas eu o adoro, pois me serve como um bloco de notas. Uso ele para anotar recados para alguém que não está na minha sala, para guardar temporariamente links de compra, para armazenar trechos de textos para estudos, para marcar uma sugestão de filme ou a descrição de um livro, enfim. Para ser sincero, não imaginava que ia gostar tanto do Google Notebook…

Após ler declarações como esta do Bruno Alves, decidi migrar de vez para o Google Reader (leitor de feeds RSS). Até então usava o Alesti que, apesar de ser excelente, tem me deixado na mão muitas vezes por sair do ar ou por funcionar de maneira parcial. O Google Reader executa a contento e tem algumas funcionalidades interessantes, como a possibilidade de marcar seus posts preferidos e um resumo dos textos novos na página principal do programa.

Ainda tem outros serviços, que utilizo com menos freqüência, como o Docs & Spreadsheets (é muito bom precisar de uma tabela e encontrá-la facilmente na internet) e o Picasa Web (para fotos). A questão é que hoje em dia lidamos com tanta informação que ter meios práticos de lidar com elas é importantíssimo e o Google tem me ajudado muito nisso. Mas antes que questionem o fato de eu só utilizar serviços da empresa, saiba que também uso bastante o del.icio.us e o Technorati. Como você deve saber, ambos não pertencem ao Google 😉

Emerson Alecrim