Gigantes lutam para evitar divisão da internet

Amazon, eBay, Google e Microsoft. Essas são apenas algumas das gigantes que querem evitar a “divisão da internet”. Não entedeu? Entenda:

Algumas empresas que oferecem estrutura de acesso à internet em banda larga, em especial a AT&T e a Verizon, planejam oferecer uma largura de banda maior para quem está disposto a pagar. No entanto, isso não é um plano de acesso para um usuário comum ou para uma empresa. Essa largura de banda mais generosa será oferecida a sites. Assim, grossamente falando, se eu quiser que o acesso ao InfoWester seja mais rápido, teria que pagar uma taxa adicional pelo uso da banda mais veloz.

Essas empresas não acham justo sites de grande movimento – como os do Google e os da Microsoft – utilizarem sua estrutura de acesso gratuitamente. Na verdade, o usuário que acessa esses sites é que faz esse pagamento ao utilizar um provedor de acesso. Assim, no meu ver, essas empresas querem uma forma de aumentar sua receita.

Segundo o site El Mundo, o assunto ganhou tanta repercussão que, Sergey Brin, fundador do Google, se reuniu com parlamentares americanos para pedir a criação de uma legislação que impeça provedores de internet a cobrarem de sites para terem mais velocidade de acesso. A notícia do El Mundo reforça que Brin é a favor de que os provedores fechem acordo com sites grandes para terem acesso melhorado ao seu conteúdo, mas frisa que serviços como o Google são valiosos se os usuários podem ter acesso rápido aos sites listados nos resultados de busca. Brin ainda fez uma ressalva interessante:

“Por qual motivo as empresas pagariam? Para serem generosas com as empresas de telecomunicações? Suponho que pagariam para evitar que seus sites caiam em redes lentas ou simplesmente não funcionem.”

As empresas de infra-estrutura estão dispostas a levar o projeto de cobrança adiante e os gigantes da internet estão dispostos a manter as coisas do jeito que estão. De que lado estou? Dos gigantes. Você acha justo ter acesso melhorado apenas em serviços que pagam pela velocidade maior? Eu não.

Referência: El Mundo.

Emerson Alecrim





  • Robson

    Acho que essas grandes empresas têm que pagar, pois as condições de navegação vão melhorar de forma acentuada.

  • Gaspar

    muito triste essa noticia.

    fico abalado a ver como o corporativismo de algumas empresas que so visam lucro e não veêm a internet como um bem a humanidade.

    ja considero abusivo o valor cobrado pelos provedores de banda larga no Brasil, e agora mais essa :/

    viva o software livre e viva a internet livre 🙂