Fracassa negociação entre Microsoft e Adobe sobre o formato PDF

A Microsoft deu por fracassada as negociações com a Adobe para a utilização do formato PDF em suas próximas versões do Office e do Windows. A intenção da empresa de Bill Gates era a de permitir aos usuários de seus programas a criação e a manipulação de arquivos em PDF.

Preocupada com o risco de monopólio, a Adobe ameaçou a Microsoft de processo, caso a empresa não retirasse do próximo Office a opção de “Salvar como PDF”. A Adobe também queria que esse recurso pudesse ser baixado da internet por um custo adicional.

O mesmo pedido foi feito para a funcionalidade que permite salvar arquivos no formato XPS (XML Paper Specification), uma tecnologia rival ao PDF. A Microsoft aceitou tirar as funcionalidades, porém rejeitou a cobrança pela adição desses recursos através da internet, sob a alegação de que são programas rivais aos da Adobe.

Embora a atitude da Adobe pareça monopolista, sua preocupação faz sentido: se o Office permitir a criação de arquivos PDF, a venda do Adobe Acrobat (software para manipulação de PDF) cairá drasticamente, tamanho o domínio da Microsoft em softwares para escritório.

Essa briga promete…

Referência: EMOL.

Emerson Alecrim





  • Legal, mas aí a Microsoft cria o METRO, que é o formato dela. E como a gente fica?

    O ideal era todo mundo adotar um padrão aberto para isso, como o DjVu. Aí sim, a coisa anda.

  • Pois é, um padrão aberto seria o ideal. Interessante que a Adobe faça esse caso todo contra o Microsoft Office, mas o OpenOffice.org salve em formato PDF sem problemas.

  • Robert

    Acho que o OpenOffice não ameaça a Adobe, mas se eles se sentirem acuado vão fazer isso. Mas realmente seria ótimo poder salvar no Word em PDF, pois poupa tempo e quem sabe é otimizado.

  • Roberotto

    Existem tantas formas grátis de se exportar documentos em PDF que nem faz falta…