Filhos de diretor da Warner Music também “pirateiam” música

Há tempos que a RIAA vem travando uma batalha contra a distribuição de músicas pela internet. Uma das companhias membro dessa entidade é a poderosa Warner Music, cujo diretor executivo, Edgar Bronfman, fez uma declaração inusitada recentemente, de acordo com o site Engadget. Quando lhe perguntaram se algum de seus sete filhos baixa música pela internet, a resposta foi positiva:

“Tenho certeza de que já fizeram isso, assim como tenho certeza de que eles sofreram as conseqüências”.

Pois bem, alguém sabe me dizer quais foram essas conseqüências? A RIAA tem processado judicialmente várias pessoas – inclusive no Brasil – pelo download e distribuição de músicas pela internet, sob a acusação de pirataria. Será que Bronfman processou seus filhos?

Isso é mais um exemplo que demonstra o quão as gravadoras estão atrasadas em relação aos novos tempos. A tecnologia facilita a vida das pessoas em todos os aspectos, e todo mundo quer tirar proveito disso. Se até entre os seus há a “terrível” prática do compartilhamento de músicas, é sinal de que está mais do que na hora dos executivos da RIAA reverem seus conceitos…

Referência: Engadget.

Emerson Alecrim





  • Fernando Costa

    Deve ser a lei do faça o que eu digo, não faça o que MEU FILHO faz…

  • Erewe

    Piratas mesmo são as gravadoras. Os artitas é que deveriam lucrar mais com as músicas e não elas… Todo mundo sabe que a grana dos artistas vem dos shows, não dos CDs, então a distribuição de músicas pela net é boa para eles.

  • Eduardo

    vacilão… não cuida nem da casa dele e quer cuidar do que acontece na casa dos outros, hahaha…