Facebook: cada vez mais perto de ultrapassar o orkut

Dados divulgados recentemente pela ComScore mostram que a audiência do Facebook no Brasil já corresponde a mais da metade do número de usuários do orkut no país. Em fevereiro de 2010, a rede social criada por Mark Zuckerberg teve cerca de 5 milhões de visitas em terras tupiniquins. No mesmo mês deste ano, este número foi de 17,9 milhões, um crescimento de mais de 250%.

O orkut também cresceu durante o período, só que em ritmo bem menor: 25%, terminando o mês de fevereiro de 2011 com 32,4 milhões de acessos. Esse cenário mostra que a rede social do Google continua líder no Brasil, mas pode perder esta posição ainda em 2011 se o Facebook continuar crescendo a passos tão largos.

Muita gente aponta as deficiências do orkut como motivo para essa situação, mas não é só isso. Para começar, podemos tomar como exemplo o fato de o Facebook ser um ferramenta global. Vá para qualquer lugar do mundo, faça amizades e note que muita gente irá perguntar qual é o seu nome no Facebook para manter contato.

Mapa do Facebook

O mapa do Facebook pelo mundo – criação do engenheiro Paul Butler

O que faz o Facebook é justamente isso, o quesito relacionamento. O serviço oferece ferramentas simples e, ao mesmo tempo, eficientes para que uma pessoa interaja e deixe claro que existe. Quem é que não gosta de postar uma foto e ver um “fulano curtiu isso”? Quem é que nunca ficou surpreso ao ver que o Facebook sugeriu a adição de uma amizade antiga? Quem é que nunca entrou no perfil de alguém para ler seu feed de notícias?

Muita gente chegou a duvidar que o Facebook conquistaria as massas no Brasil por não ser tão fácil de usar quanto o orkut, isto é, por não ser do jeito que o brasileiro gosta. Mas o orkut também não é, as pessoas é que se adaptaram. E é isso que está acontecendo agora em relação ao Facebook.

É claro que o Google está tentando evitar que o pior aconteça. Para isso, está explorando justamente as características que tornam o Facebook tão atraente, como o botão Like (Curtir). Isso não é errado, muito menos vergonhoso. Você e seu vizinho podem ter saído do orkut, mas ainda há milhões de pessoas no serviço. Se determinadas ideias as mantiverem por lá, pise fundo, mas por favor, faça bem feito, do contrário a sensação de “fail” será eminente.

E não termina aí: o Google está deixando de investir justamente em um dos (poucos) pontos fortes do orkut: as comunidades. Acredite se quiser, mas tem muita coisa boa nelas. Em um passado não muito distante, as comunidades foram invadidas por perguntas como “você ficaria com a pessoa acima?”, mas os usuários cansaram de brincar disso. Quem permanece nas comunidades o faz porque as considera úteis. E o que o Google está fazendo para tornar esses “fóruns” ainda mais interessantes? Pouco, muito pouco.

O Facebook está avançando com a determinação de um trem e isso o torna consistente. O orkut, por sua vez, continua lá na ponta, mas olhando constantemente para o retrovisor, sem perceber que o problema, na verdade, não está lá atrás, mas à frente. Deixar de se concentrar com a curva no final da reta pode fazer com que as posições se invertam. Não vai ser o fim do mundo, mas sabe como é, as pessoas simpatizam com o primeiro colocado, principalmente depois de uma bela ultrapassagem.

Emerson Alecrim





  • Antonio Marcos

    Muito boa esta matéria! Nota 10!
    Principalmente a conclusão, comparando uma corrida de auto-moveis com a disputa de mercado das duas empresas.

    Parabéns Emerson Alecrim.
    Antônio Marcos

  • Obrigado, Antonio 🙂