Espanha: “RG eletrônico” já é realidade para 500 mil cidadãos

DNIA Espanha começou a emitir em março de 2006 uma versão eletrônica do Documento Nacional de Identidad (DNI), documento similar ao RG (Registro Geral) no Brasil. Como prova de que a idéia está dando certo, a imprensa espanhola divulgou nesta segunda-feira que o número de cidadãos que usam o DNI eletrônico já atingiu a casa dos 500 mil. A meta do governo espanhol é finalizar o ano de 2008 com 6,5 milhões de DNIs eletrônicos emitidos.

O DNI eletrônico consiste em um cartão provido de hologramas e de um chip, semelhante aos cartões de banco. No chip ficam armazenadas várias informações do cidadão, como foto digital, assinatura digitalizada, impressão digital, data de nascimento, entre outros. Além disso, o referido chip também armazena uma chave pública e uma chave privada em conjunto com um certificado de autenticação, que garante a identidade do usuário, e com um certificado de reconhecimento de firma, que permite ao cidadão realizar transações e assumir compromissos de maneira totalmente eletrônica. Em outras palavras, o DNI eletrônico utiliza tecnologias de certificação digital e assinatura digital (saiba mais sobre isso neste artigo).

Graças a isso, o cidadão espanhol pode, por exemplo, ter acesso mais fácil aos serviços públicos, fazer compras pela internet com mais segurança, executar transações bancárias com mais agilidade, fechar negócios com mais confiança, enfim, realizar qualquer atividade que exige comprovação de identidade de forma segura e sem burocracia.

Ao governo espanhol, o DNI eletrônico também é vantajoso, pois representa economia na emissão de documentos, diminui a incidência de fraudes financeiras, permite o processamento e o cruzamento de informações de seus cidadãos, agiliza a prestação de serviços públicos, facilita o trabalho da polícia e até economiza papel.

Excelente projeto, não? Esse tipo de inovação é típico de países que têm uma administração pública séria e organizada. Será que um dia chegamos lá? Para mais informações, visite o site oficial do DNI eletrônico.

Referências: vnunet.es e Wikipedia.

Emerson Alecrim





  • Será que um dia chegamos lá?

    Acho difícil, afinal:

    Esse tipo de inovação é típico de países que têm uma administração pública séria e organizada.

  • é complicado comparar… qtos habitantes tem a Espanha e qtos tem o Brasil? e a ideia de q se roubar o documento rouba sua certificaçaõ digital junto tb nao me agrada… alem do mais a maioria dos brasileiros é de pessoas humildes q nao precisam disso… sem contar o custo! não acho necessario, um documento como o atual cnh já tá de otimo tamanho…

    só por curiosidade o rg é responsabilidade estadual

  • Emerson Alecrim

    Fabio, se o documento for roubado, é o certificado digital que garante que ele será inválido. Se você ver o site oficial, tem orientações quanto a isso. Uma iniciativa do tipo diminui a incidência de fraudes e agiliza a prestação de serviços públicos, logo, as pessoas humildes certamente se beneficiariam disso.

    Além disso, o custo seria amenizado pela economia a longo prazo que um sistema desse proporciona. Pela quantidade de habitantes que o Brasil possui, talvez não dê para implementar algo do tipo para todo mundo, e realmente talvez nem seja viável, mesmo porque já temos o CPF que funciona como um agente de fiscalização. Mas seria interessante ter algo do tipo como um documento opcional, tal como o é o eCPF. Em todo caso, no texto, eu não sugiro que o Brasil tenha isso, mas que tenham iniciativas tão inovadoras quanto esta. Bom, em parte, tem. O já citado eCPF é uma delas.

  • Pingback: Rg eletrônico « jululi()

  • andre santos pereira

    sou brasileiro e pretendo tirar um dni pra mim poder passsear nas cidades da espanha

  • Pingback: RIC: Finalmente um único documento para nós, brasileiros! | The Back-up Brain Weblog()