CES: 2012 será o ano dos ultrabooks?

Pelo menos no que depender da vontade da indústria, sim. Amanhã, 10 de janeiro, começa oficialmente a feira CES 2012, mas já é possível ver grande movimentação dos fabricantes em relação ao assunto: praticamente todas as grandes empresas do setor apresentarão ultrabooks no evento.

O principal nome por trás do conceito de ultrabook é a Intel. Na visão da empresa, equipamentos do tipo são, basicamente, laptops finíssimos (precisa ter até 21 milímetros), mas com hardware generoso, para unir praticidade e desempenho. Na verdade, não se trata de nenhuma novidade: pode-se dizer que a Apple colocou esta ideia no mercado ao lançar a linha MacBook Air.

Pois é, demorou um pouquinho para a Apple encontrar “rivalidade em grande escala” para os seus finíssimos laptops, mas agora o negócio tende a ficar sério: houve alguns lançamentos em 2011 de fabricantes como Asus e Acer, mas, no que depender do que for mostrado na CES, a concorrência vai mesmo é colocar suas cartas na mesa em 2012.

A Lenovo, por exemplo, entre os seus vários lançamentos para o segmento, anunciou os modelos ThinkPad T430U e ThinkPad Edge S430. O primeiro conta com tela de 14 polegadas, processador Intel Core i7, HD de 1 TB e bateria com autonomia estimada em 6 horas. O segundo tem configuração parecida, mas conta com um recurso existente até então em computadores Apple: porta Thunderbolt.

ThinkPad T430U – Imagem por Lenovo

ThinkPad T430U – Imagem por Lenovo

A Acer é outra empresa que se mostra inspirada com o assunto: sua grande novidade é o Aspire S5, considerado pela própria o ultrabook mais fino do mundo, até o momento: 15 mm na parte em que é maior. Sim, neste segmento, a disputa ficará na casa dos milímetros, não tem jeito. Mas os atrativos do Aspire S5 não terminam aí: o equipamento conta também com tela de 13,3 polegadas e, além de Thunderbolt, possui porta USB 3.0.

Aspire S5 – Imagem por Acer

Aspire S5 – Imagem por Acer

As empresas coreanas também querem uma fatia deste mercado: a LG mostrará os modelo Z330 e Z430 na CES, que podem ser equipados com processadores Intel Core i3, i5 ou i7 e armazenamento SSD. Com telas, respectivamente, de 13 e 14 polegadas, a LG chama a atenção para o tempo de boot destes portáteis: 10 e 12 segundos, seguindo a ordem.

As empresas esperam obter com os ultrabooks a receita que não conseguiram com os netbooks. Estes, no atual estágio, estão praticamente no final de seu (curto) ciclo de vida. É necessário agora ver como será a aceitação pelos consumidores.

Neste sentido, os tablets se mostram como grandes rivais, mas os preços, na verdade, é que podem ser os verdadeiros vilões. Cientes disso, muitos fabricantes tentam deixar os valores de seus ultrabooks abaixo de mil dólares, que aliás é o teto proposto pela Intel à categoria. Isso significa que, no Brasil, será uma luta ter ultrabooks por menos de 2 mil reais, mas esperemos para ver.

Referências: The Verge, Acer, Lenovo, eWeek.

Emerson Alecrim