about:Firefox3

Firefox 3Não há como negar: a campanha Download Day foi um verdadeiro sucesso! Começou mal, é verdade. Quando a primeira das 24 horas para baixar o Firefox 3 começou (às 14h00 no Brasil – horário de Brasília), os acessos ao site da Mozilla era tão intensos que muita gente sequer conseguiu carregar a página e, quem conseguiu, só encontrou o link para a versão anterior do navegador.

Mas, aos poucos, tudo foi se resolvendo. Eu, por exemplo, consegui baixar o Firefox 3 em torno das 16h00 do dia 17. No final das 24 horas, o navegador havia atingido cerca de 8,3 milhões de downloads. Com isso, certamente o Firefox 3 entrará para o livro dos recordes como o software mais baixado em 24 horas, alcançando assim o objetivo da campanha.

Bom, pra falar a verdade, eu nem sei se o objetivo real era mesmo esse. Na minha opinião e na opinião de muita gente, tudo não passou de uma excelente – embora muito criticada – forma de promover o Firefox 3. Vi muitas pessoas por aí dizendo coisas do tipo “ah, mas o Firefox não precisa disso” e “entrar para o livro dos recordes para quê?”, mas a verdade é que o Firefox 3 acabou recebendo uma grande atenção no mundo todo, e se isso não serviu para aumentar o número de usuários, serviu para a Mozilla dizer “estamos bem aqui, ó”. Até a concorrência se deu conta disso e fez questão de “cumprimentá-los” com um bolo.

E se você foi uma das milhares de milhares de pessoas que participaram do Download Day, clique aqui e imprima seu certificado (na verdade, não imprima, salve no seu computador – sabe como é, impressões desnecessárias são ruins para o seu bolso e para o planeta e tal).

Resumindo o Firefox 3 em “uma palavra”, eu digo que ele é “tudibão”. Isso quer dizer que, sim, vale a pena utilizá-lo. Nestes poucos dias em que tenho feito isso, notei que o navegador está executando de forma mais leve e carrega páginas mais rapidamente. Quando eu tinha várias abas abertas na versão 2, notava que o sistema exigia mais processamento e ocupava um significativo espaço na memória. Não notei muita diferença em relação a este último aspecto, mas que o Firefox está rodando melhor, isso é inegável. Para ficar 100%, só resta que alguns plugins funcionem na nova versão. Creio que isso não demorará a acontecer.

Mas há outras novidades também. O Firefox 3 consegue, por exemplo, proteger melhor suas informações pessoais, como links favoritos, histórico e cache. Na versão anterior, travamentos no computador ou problemas na execução do navegador podiam fazer com que essas informações se corrompessem. Além disso, agora também é possível “favoritar” uma página facilmente, basta clicar no ícone de uma estrela à direita da barra de endereços. Outra novidade bacana – e que eu gostei muito – é a melhora do recurso “auto-completar”. Agora, quando você estiver digitando o endereço de um site no Firefox, o navegador irá sugerir URLs baseadas em seu histórico de navegação e no título das páginas, de forma que seja não necessário digitar todo o endereço do site.

E, claro, ainda tem as melhorias na segurança, o aumento no número de recursos de personalização (por exemplo, agora é possível dimensionar o tamanho da barra de pesquisas), favoritos mais inteligente, entre outros. Para ver um resumo com todos os recursos novos, acesse esta página.

Para finalizar, deixe-me falar de dois rápidos truques. O primeiro é o seguinte: como disse acima, eu adorei o novo “auto-completar”, mas sei de gente que odiou. Se este é o seu caso, eis a solução: o plugin Oldbar. Basta instalá-lo e ativá-lo para o recurso de auto-completar trabalhar no mesmo formato do Firefox 2.

O segundo truque é, na verdade, apenas uma “gracinha” da Mozilla. É simples: digite about:robots na barra de endereço do Firefox e tecle Enter. Legal, né? Essa é uma brincadeirinha que já existia na versão Beta 5 do programa. Eu pensei que iam tirar na versão final, mas acabaram mantendo… Ah, digite também about:mozilla. Saiba mais sobre este último aqui 🙂

Firefox 3




  • Hehehe, muito bacana o about:robots! Já conhecia a outra – achei a robots muito mais legal!

    Ainda estou tentando me acostumar com a nova barra de endereços… se não der certo, oldbar nela!

  • Sub-Zero

    Gostei do Firefox 3 mas, eu vou ficar com meu bom e velho Opera.

    E gratz pra eles! ^^

  • Pois é, Lu! Eu achei o about:robots muito divertido também, especialmente a última frase. Em relação à barra de endereços, eu já a havia experimentado na versão beta do programa, por isso, já estava acostumado. Acho que é questão de tempo mesmo 🙂

    Sub-Zero, ficar com o Opera também é uma boa escolha. A recém-lançada versão 5 é, na minha opinião, a melhor versão do Opera. É, sem dúvidas, um navegador fantástico!

    Abraços!

  • Pingback: Como desabilitar a nova barra de endereços do Firefox3()