A semana dos mini-notebooks

Impulsionados pela Computex 2008, feira mundial de tecnologia que aconteceu em Taipei e que terminou ontem (07/06/2008), os mini-notebooks (ou sub-notebooks, ou netbooks, como você preferir) deram o que falar na última semana. Está certo que esse assunto também já foi abordado à exaustão por aqui, mas quem é que resiste a tantas novidades?

Para começar, temos o anúncio do elegante Acer Aspire One. Esse portátil contará com o novíssimo processador Intel Atom N270, de 1,6 GHz, além de 512 MB (ou 1 GB) de memória RAM DDR2 de 533 MHz, unidade SSD (Solid State Drive) de 8 GB ou HD de 80 GB, tela LCD de 8,9″, leitor para os mais conhecidos formatos de cartão de memória, WiFi, porta Ethernet 10/100 Mbps, 3 portas USB, saída VGA, webcam de 0,3 megapixel e entradas de áudio e microfone.


Acer Aspire One

Inicialmente, a Acer disponibilizará o Aspire One nas cores azul e branco. Como deixa claro o parágrafo anterior, haverá uma versão que utilizará unidade SSD de 8 GB para armazenamento de dados e outra que utilizará um disco rígido de 80 GB. No primeiro caso, o portátil pesará 995 gramas, contará com bateria de 3 células e virá com uma versão do Linux. No segundo caso, o dispositivo terá peso de 1,25 quilo, sistema operacional Windows XP e bateria de 6 células, o que é compreensível, afinal, HDs consomem mais energia.

Também tivemos novidades vindas da Asus. A empresa parece mesmo determinada a manter a liderança neste segmento e anunciou, oficialmente, nada menos que 3 novos modelos da famosa linha Eee PC. O primeiro é o Eee PC 901, cujos principais itens de sua configuração são: processador Intel Atom, 1 GB de memória RAM DDR2, unidade SSD de 12 GB (com Windows) ou 20 GB (com Linux), tela de 8,9″, bateria de 6 células, webcam de 1,3 megapixel, Bluetooth, rede wireless 802.11n e peso de 1,1 quilo.

O segundo lançamento da Asus é o Eee PC 1000, que se diferencia do modelo 901 por conter 2 GB de memória RAM, unidade SSD de 40 GB, tela de 10″ e peso de 1,33 quilo. O terceiro modelo é o Eee PC 1000(H), cujo principal diferencial em relação ao modelo 1000 é o uso de um HD de 80 GB, além de seu peso ligeiramente maior, de 1,45 quilo.


Eee PC 1000 e Eee PC 901 (as imagens não servem para comparar o tamanho desses modelos)

A maior surpresa, no entanto, ficou por conta da AMD. Embora ainda não haja confirmação, durante a Computex surgiu a notícia de que a maior rival da Intel está para lançar 2 modelos de mini-notebooks, um com tela de 7″ e outro com tela de 8,9″. Os processadores desses portáteis serão da família AMD Turion 64 X2 e, aparentemente, usarão HDs convencionais, ao invés de SSD. Há a suspeita de que a AMD disponibilizará esses mini-notebooks somente a outras empresas, para que estas adicionem suas marcas aos produtos, em um esquema semelhante ao da plataforma VIA OpenBook.

Para encerrar, não podia deixar de falar do Dell Mini Inspiron. O “brinquedinho” da Dell foi descoberto meio que por “acidente” por Brian Lam, editor do blog Gizmodo, no final de maio (2008). Ainda não há muitos detalhes sobre ele, mas o site Electronista divulgou recentemente algumas informações interessantes: ele deverá ser lançado ainda em 2008 (pelo menos nos EUA), muito provavelmente será oferecido em várias cores e seu teclado será maior que a média dos mini-portáteis dos concorrentes. Para isso, no entanto, as teclas de função (F1, F2, F3…) serão “sacrificadas”. Mas, para termos certeza de alguma coisa e para conhecermos com detalhes a configuração do Mini Inspiron, teremos que aguardar a boa vontade da Dell de se pronunciar a respeito ou esperar que empresa “deixe escapar” informações mais precisas.


Dell Mini Inspiron

Pois é, depois de tudo isso, está cada vez mais difícil acreditar que os mini-notebooks são uma moda passageira. Só resta saber se esses portáteis terão uma distribuição tão ampla quanto os da linha Eee PC, da Asus. Se tiverem, creio que esse nicho de mercado estará, por fim, estabelecido.

Referências: HEXUS.net, Acer, Asustek, Xataka, Electronista.

Emerson Alecrim





Nenhum comentário

Comentários encerrados.